Prata de Lei 925

A Prata de Lei recebe esse nome graças a uma lei portuguesa do século XV, que previa que a prata deveria ter pelo menos 80% de pureza em sua constituição final, a fim de prevenir uma mistura com materiais menos nobres, diminuindo seu valor. Hoje, no Brasil, a Prata de Lei pode ser a 925 ou a 950, dependendo do uso e da região. Ambas são ligas de prata com maior durabilidade e qualidade!

Aos olhos de quem não entende muito do assunto, a maior diferença entre um tipo e outro de Prata de Lei é que, por ser mais pura, a Prata 950 tende a escurecer um pouco mais que a Prata 925; uma reação completamente natural e que pode ser facilmente solucionada com o uso de uma flanela com produtos próprios para limpar prata (verifique aqui). 

Muito de vocês já ouviram falar em Prata 925. Nós da Alma Prata trabalhamos exclusivamente com Prata 925; mas o que este número representa?
Este é um número que aparece muitas vezes em jóias de prata, no entanto muitas pessoas desconhecem o significado:

O número 925 significa que a jóia em prata possui em sua composição a fundição de 92,5% de prata pura mais 7,5% de outros metais, como cobre ou latão, para que a prata não fique muito maleável e suscetível a riscos.

A prata pura (1000) não pode ser usada para fazer jóias, porque é extremamente maleável e pode sofrer danos facilmente, tende a ficar muito mole mesmo em condições de temperatura normal e é por isso que são usadas as ligas de prata, nomeadamente pratas de lei. A prata 925 que é a mais usada no fabrico de jóias em prata.

Pague com
  • PagHiper
  • Depósito Bancário
Selos

Alma Prata - CNPJ: 26.477.341/0001-46 © Todos os direitos reservados. 2019